3384-5042 | contato@studioelaser.com.br - De segunda a sexta das 9:00 às 21:00 e aos sábados das 9:00 às 16:00.
Av. Paulista, 2.006, cj.803 a 805

Blog Subtitle

Blog

Nutrição: Condutas nutricionais para emagrecimento e prevenção de recaída.

Apesar da relação consumo energético e gasto energético parecer simples e suficiente para a regulação do peso corporal, na realidade trata-se de uma relação bastante complexa onde entram muitos fatores a serem considerados e que se relacionam mutuamente, como os fatores genéticos, ambientais, biológicos, psicológicos, sócio-econômicos e culturais.

Mais do que pensar em balanço energético ou calórico, a gordura corporal possui inúmeros gatilhos que disparam podendo acarretar no descontrole do peso e conseqüentemente em seu aumento, porém, estes mesmos gatilhos podem ser modulados pela nutrição.

Muitas pessoas podem até conseguir atingir a perda de peso com orientações que visam somente o balanço calórico negativo, porém outros (a grande maioria) além de não conseguir emagrecer com eficiência, não respondem a manutenção prolongada do peso perdido, muitas vezes porque suas escolhas e dietas impostas, na verdade, não foram moduladas adequadamente por nutrientes e compostos bioativos que possam garantir o restabelecimento do equilíbrio orgânico, a saudabilidade de uma maneira geral e o emagrecimento adequado, sem contar com a perda de massa magra e nutrientes que farão uma cobrança diminuindo seu metabolismo, saúde e resitência.

Portanto, é preciso pensar nas escolhas que fazemos e que orientações seguimos quando o assunto é manter a saúde e naturalmente manter o peso. Procure consumir pelo menos 5 porções de frutas, legumes e verduras, por dia, variando as cores para obter muitos nutrientes. Procure realizar de fato refeições com intervalos que não ultrapassem as 3, ou no máximo, 4 horas de diferença. Se for difícl comer na rua, leve de casa, produza você mesmo o seu alimento. Tome água, muita água, além de hidratar ela auxilia a regular o metabolismo e limpa seu organismo, eliminando o que não interessa, melhorando seu funcionamento intestinal. Consuma alimentos ricos em fibras: folhosos, integrais, como o arroz, farinhas, pães 100% integral. Consuma alimentos ricos em ômegas, como: azeites e óleos vegetais, como o de linhaça, oleaginosos: castanha, nozes, macadâmias e peixes como: cavalinha, sardinha, salmão… Consuma cereais integrais, não abra mão do arroz com feijão pois além de alimentar sacia a fome, oferece proteína de alto valor biológico, melhorando também o metabolismo, oferece dois tipos de fibras (solúvel e insolúvel), etc. Exercite-se, muito, aproveite as oportunidades para se mexer, mesmo em dias que não tiver como fazer algum exercício formal.

Ana Paula Machado Lins antende no Studio & Laser Centro Estético em SP e em seu consultório no RJ – www.nutricionistasassociadas.com.br

Ela é Nutricionista Clínica Funcional e Sanitarista
Grupo de Obesidade e Transtornos Alimentares/IEDE – RJ
Centro de Referência em Obesidade/INAD – RJ

Sem Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *